sexta-feira, 30 de junho de 2017

Saiba das nossas vitórias alcançadas no mês de Junho


A paz do Senhor Jesus!
Fiz um relatório detalhado com muito carinho e lhe peço que leia, vai custar poucos segundos do seu tempo e com certeza valerá a pena.
Quero começar essa carta lhe dizendo que temos orado diariamente por você e todas as terças temos apresentado ao Senhor um jejum por sua vida. Seu apoio ao nosso projeto missionário é o cumprimento de uma promessa que Deus nos fez há muitos anos: que Ele despertaria corações nobres para nos ajudar e estar ao nosso lado. Não é maravilhoso saber que você faz parte de um projeto nascido no coração de Deus?
Bem, vamos lá! Temos muitas novidades para compartilhar com você.
Aqui no curso de missões em Maracanã, estamos com sete moças sendo treinadas para alcançar com o evangelho os mais pobres das regiões Norte e Nordeste, essa semana, enviamos as outras três para assumirem a ilha de São Tomé, no Marajó. Lá não tem energia, nem internet ou sinal de celular, mas tem um povo que precisa conhecer Jesus. O trabalho realizado pelas alunas do curso de missões é árduo e muitos desafios são enfrentados diariamente, algumas delas ainda têm problemas com a manutenção, muitas vezes, inexistente ou insuficiente. Mas seguem adiante porque sabem a quem estão servindo: ao Senhor da Seara. E por Ele, nenhum sacrifício é grande demais.
Aqui na Creche Escola Missionária Peniel Sede, atendemos a cento e vinte crianças e adolescentes, que são alfabetizados, recebem o reforço escolar e um sólido ensino bíblico e moral. Nosso objetivo é prepará-los para serem futuros agentes de transformação na sociedade. Aqui eles recebem uma alimentação nutritiva e têm as suas necessidades básicas supridas. É com alegria que digo que nunca faltou o alimento em nossas mesas para as crianças e adolescentes atendidos no Projeto. Apesar das dificuldades que enfrentamos todos os dias, o milagre sempre acontece porque nosso Deus Vive e é totalmente responsável por sua obra.
 Na ilha de Derrubada, através das missionárias enviadas pelo projeto, dezenas de crianças e adolescentes estão sendo alfabetizadas, recebendo o reforço escolar, sendo evangelizadas e discipuladas. O trabalho cresceu tanto que precisamos alugar um ônibus para trazer as crianças de comunidades vizinhas para a creche. Hoje atendemos quatro comunidades não alcançadas nessa região. Com a sua ajuda!
Na área rural de São Raimundo dos Borralhos, interior do Pará iniciamos os trabalhos de acolhimento, alfabetização, reforço escolar, alimentação e orientação psicológica e espiritual para dezenas de crianças e adolescentes moradoras dessa difícil e distante região. Com muito sacrifício, compramos o terreno e construímos a creche e a casa que acolhe as missionárias. O trabalho tem prosperado e muitas crianças e suas famílias estão sendo alcançadas e incentivadas a mudarem de vida através das orientações recebidas no Projeto. Agora estamos projetando alcançar as regiões ribeirinhas das diversas ilhas da região e cremos que Deus nos dará a vitória.
Abrimos uma unidade na ilha de São Tomé, no município de Portel, no Marajó, depois de sermos informados acerca da carência dessa região. As voluntárias do projeto moram na ilha, dão aulas de alfabetização, reforço escolar, ensino bíblico e artesanato. Os cultos são dirigidos na base e muitas famílias têm conhecido a Cristo nessas reuniões. As missionárias estão alcançando, em uma pequena canoa motorizada, as vilas do rio Cumucuru e até uma comunidade do distante rio Anapú. Nessa ilha ainda não tem energia elétrica e o sinal do celular é precário, mas Deus tem cuidado e provido o necessário para que os trabalhos sejam realizados e o nome de Jesus glorificado. Ainda existem muitos desafios a serem vencidos nessa unidade e contamos com as orações dos irmãos. 
 A situação das famílias na comunidade do Tatuteua/PA não é fácil devido a escassez dos recursos e falta de oportunidades, por essa razão sempre há muitas necessidades. As missionárias estão alfabetizando, dando o reforço escolar, visitado os lares e levado o máximo de conhecimento através de oficinas e palestras. De lá, outras comunidades também estão sendo atendidas, como a comunidade ribeirinha do Jaucaia, que é uma comunidade sem acesso aos serviços mais básicos de infraestrutura e saneamento. Passamos um ano visitando e fazendo duas reuniões semanais. Agora já conquistamos a simpatia de todo o povo e já estamos vendo as primeiras conversões e reconciliações nas duas comunidades.
Alcançamos a comunidade ribeirinha de Beira Mar depois de sabermos que lá nunca tinha sido dirigido um único culto de adoração ao Senhor. Essa comunidade estava esquecida em muitos sentidos e precisava de um socorro imediato. Enviamos as missionárias para fixarem residência e iniciarem um trabalho de mudança e impacto na comunidade, compramos um pequeno terreno e construímos uma casa de barro para acolhê-las. Já estão acontecendo cultos regulares, reuniões com as mulheres da comunidade, oficinas, visitas e aulas de alfabetização de adultos, além do reforço escolar para quem precisa. A palavra de Deus tem sido ensinada e já estamos vendo os resultados de todo os esforços empreendidos através das conversões e mudanças ocorridas na comunidade.
Tomamos conhecimento da existência de uma comunidade chamada Lagoa das Cobras, a oitocentos quilômetros de Teresina, no extremo sertão piauiense, que precisava urgentemente de socorro. O desafio era imenso principalmente porque lá fazia 40 graus e não chovia há oito anos. Após um período de reflexão e oração, iniciamos os projetos para a implantação da creche e envio das duas primeiras voluntárias para essa difícil região.  Esse assentamento conheceu a Cristo e nunca mais sua história foi à mesma.  Hoje atendemos as comunidades de lagoa das Cobras, lagoa da Isabel e Lagoa da onça. Oferecendo alfabetização, reforço escolar, auxílio nas áreas de saúde e alimentação e desenvolvimento de projetos que melhorem a qualidade de vida da comunidade. Já são mais de cem crianças atendidas e a cada dia Deus tem salvado e libertado nessa região tão difícil. Ah, depois de uma campanha de oração, choveu! Glória a Deus que ainda faz milagres e maravilhas.
Enviamos duas missionárias para assumir a reponsabilidade diante de Deus pelo quilombo de Bacabal, em Salvaterra, no Pará. Elas foram morar com o povo, iniciaram as visitas às residências e o processo de identificação com a comunidade. Qual o primeiro passo? – uma delas me perguntou - Vão lá e ame o povo com todas as forças de seus corações. Aos poucos as portas vão se abrindo e a comunicação do evangelho flui. Estamos iniciando o projeto de alfabetização das crianças e adolescentes e já incluímos as mães em algumas atividades. As reuniões já começaram e a comunidade quilombola tem comparecido com alegria.
Pela misericórdia de Deus já temos nove bases implantadas, dezesseis missionários em tempo integral e cerca de 800 crianças atendidas, tudo pela fé.
Então, é isso, avançamos a cada dia, pensando no céu. O céu nos move. Estamos lutando para reconquistar para o Cordeiro a recompensa pelos seus sofrimentos.
Pedimos oração pelas quase dez mil comunidades ribeirinhas que ainda não ouviram falar de Jesus, pelos seiscentos quilombos não alcançados, pelos seis mil assentamentos nordestinos que ainda desconhecem o Evangelho, pelos setecentos mil ciganos que ainda ignoram o sacrifício de Cristo, pelos duzentos mil índios que estão esperando um missionário que ainda não chegou.
Oremos para que mais igrejas invistam na obra missionária, para que candidatos que não temam a ninguém senão ao pecado, se disponham a ir onde outros nunca foram, para que jovens e adolescentes sonhem em traduzir as escrituras para uma língua ágrafa. Ore para que Deus nos dê visão de satélite e que todos entendam que nosso campo é o mundo inteiro.
Não queremos nenhuma outra coisa senão as almas daqueles desprezados nas comunidades mais pobres e distantes. São esquecidos por todos, mas estão incluídos na Cruz. São alvo do amor do Senhor das missões! O recurso? Conquistamos de joelhos. O segredo? Ele vive!
Obrigada por nos amar e estar ao nosso lado! Glorificamos a Deus por sua vida.
Kelem Gaspar e toda equipe do Projeto Campos Brancos.

Vitórias alcançadas:
  1. Os recursos necessários para a reforma da cozinha da base do Derrubada estão providenciados.
  2. O banheiro da base em Beira-Mar já foi concluído e foi comprada a cama e o guarda roupa da casa da missão.
  3.  Já temos recursos para levantar o templo de alvenaria e coberto com telha em Beira-Mar, assim que terminar o inverno vamos iniciar a construção.
  4. Compramos a impressora profissional para a base em Cobras.
  5. A Base em Tatuteua já está cercada e com o barracão pronto.


Pedidos de oração pelos próximos desafios:
1-         Por uma Kombi para transportar as crianças e obreiras na Peniel 1.
2-         Recursos para a compra de um veículo para a Peniel no quilombo e pela construção de duas salas de aula e um banheiro.
3-         Por um poço artesiano no sertão do Piauí, na nossa base em Cobras.
4-         Pela ampliação da Base em São Tomé.

5-         Pela construção de um anexo em Borralhos.
GOOGLE +
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário